O conteúdo deste blog não é de natureza científica. Os artigos aqui expostos são o resultado de alguma leitura, da aprendizagem natural adquirida ao longo dos anos e do gosto pela terra e por tudo o que ela produz em benefício da nossa saúde e bem-estar. Por outro lado quero dedicar este meu trabalho, ou passatempo, ao meu pai pois é ele quem com muito carinho e esforço, vai fazendo e cuidando a minha pequena horta e jardim. A minha forma de o homenagear é mostrando em fotografias o seu trabalho...

terça-feira, 17 de Agosto de 2010

Melancia



História

A melancia é um fruto milenar, com origem na África tropical, como fruto silvestre. Terá sido cultivada nas margens do rio Nilo e a partir de então se foi espalhando pelas regiões do mundo, de clima tropical, através das migrações dos povos. Chegou ao sul da Ásia por volta do séc. X, ao sul da Europa no séc.XIII, tendo chegado à América no séc. XVI com os Descobrimentos e posteriormente, na época da escravatura, onde os negros a terão levado para o Brasil, país que é hoje um dos maiores produtores de melancia do mundo, junto com Estados Unidos da América, México e outros países da América latina, e do sul da Ásia - a China é o maior produtor do mundo e a Espanha o maior produtor da Europa.

Melancia
Citrullus lanatus

A melancieira, planta que dá melancia, é uma planta rastejante, de folhas triangulares e as flores pequenas e amareladas duram pouco mais de um dia e são polinizadas por insectos, sobretudo abelhas. No entanto o seu fruto é um dos maiores de todo o reino vegetal... uma melancia pode pesar uns 10 kgs e ter de diâmetro 25cms, as redondas, ou 75cms de comprimento, as que têm forma alongada. A casca é lisa, verde e lustrosa; a polpa vermelha, suculenta e doce...


Cultivo
  • Como já disse cultiva-se nos países de clima tropical, em solos secos e arenosos, pouco compactados, mas férteis, ricos em matéria orgânica; toleram a acidez do solo mas é preferível de Ph neutro.
  • Planta intolerante ao frio deve ser semeada quando não haja perigo de geadas. Normalmente, em Portugal, a sementeira é feita entre Março e Abril ou até em Maio nas regiões mais frias.  
  • Semeia-se a uma profundidade de 2 a 4 cms em camalhões de 2 mts de largura e de 20 a 30 cms de altura.
  • É tolerante à seca, no entanto convém uma rega moderada principalmente durante o crescimento do fruto, para proporcionar uma boa produção.
  • A adubação deve ser rica em azoto, potássio e magnésio.
  • Proteger e cuidar do aparecimento de pragas e doenças: ácaros, larvas mineiras, mosca branca, etc..
  • Mondar os frutos defeituosos, para promover uma maior qualidade dos frutos.
  • A colheita deve ser feita quando o fruto está já maduro. A melancieira é uma planta de crescimento rápido, e o fruto está pronto a ser colhido , entre os 75 a 100 dias após a sementeira. para verificar se a melancia está madura, tem-se em conta vários factores: 
  1. Os dias percorridos desde a sementeira.
  2. O tamanho e a cor.
  3. O som do toque: ao dar uma pancadinha na casca deve ter um som oco.
  4. A parte que está em contacto com o solo, que inicialmente é branca deve estar amarela.
 Variedades



Existem cerca de 50 espécies de melancia que se  classificam segundo vários factores:
  • Genéticos, com sementes, (diplóides) ou sem sementes (triplóides);
  • A cor da casca;
  • A cor da sua polpa, que pode ser vermelha, amarela ou rosa.
  • Segundo a sua forma: redonda ou alongada, ou até quadrada! No Japão produzem-se hoje em dia melancias quadradas, para facilitar o transporte e economizar espaço de armazenamento. Quando o fruto está em crescimento é colocado em moldes de vidro, obrigando-o a crescer dessa forma!
Propriedades e recomendações

A melancia é constituída essencialmente por água que corresponde a aproximadamente 90% do seu peso.
É rica em minerais, principalmente potássio, cálcio e magnésio, vitaminas do complexo B (B1 e B2), vit.A e vit.C, embora em menores quantidades que a maioria das outras frutas.
Por tudo isto eu costumo dizer que ingerir melancia é uma forma de "comer água"!
É portanto um fruto muito refrescante e diurético.
Por ser diurético é recomendado para prevenir a desidratação, a obesidade, as obstruções renais, artrite, bronquites crónicas, males da bexiga, pressão alta... baixar a febre, eliminar vermes, limpar o estômago e intestinos, e faz muito bem à pele...
Contém também uma substancia chamada licopeno, um antioxidante que segundo alguns estudos ajuda na prevenção de alguns cancros (pâncreas, pulmão e cólon), e curcubitina que se crê ajuda a prevenir os problemas da próstata.

Modos de uso


Normalmente a melancia come-se ao natural, como fruta fresca, mas também se fazem sumos, saladas ou sorbets (de água).
Por ser uma fruta com tanto teor de água, não é recomendável ingeri-la em combinação com outros alimentos, pela mesma razão que não se deve beber demasiada água ás refeições! A água dilui os sucos gástricos e atrasa a digestão, provocando inchaço e mal estar.
Com a polpa e a casca trituradas, fazem-se aplicaçoes locais sobre a pele infectada (eripsela).
Em muitos dos tratamentos acima referidos são usadas as sementes trituradas ou amassadas.
As sementes são também comestíveis, torradas ou fritas, como aperitivo.
Pode também usar-se a parte verde, perto da casca , para fazer saladas, embora se deva consumir imediatamente após ser cortada e não se deve misturar com outros alimentos.
Na Rússia faz-se um tipo de vinho à base de melancia.
O chá de sementes de melancia ( 2 colheres de sopa de sementes para 1/2 litro de água) é vasodilatador e por isso usado para melhorar os problemas de impotência sexual e hipertensão arterial.

Curiosidades e mitos
  • O dia da melancia é comemorado desde 2006 no Brasil a 26 de Novembro (Wikipédia).
  • Há um provérbio que diz: "Vinho sobre melancia dá pneumonia". É apenas um mito. Sem nenhuma explicação científica, pois quando muito pode dificultar a digestão, com uma possível sensação de enfartamento.
  • A melancia é indegesta: "A ideia de que a melancia seria uma fruta indigesta vem de sua composição: as fibras insolúveis presentes na polpa têm a propriedade de aumentar os movimentos intestinais, dando a sensação de que a digestão é complicada. Na verdade, esse processo é extremamente simples, já que grande parte da melancia é composta de água, e as fibras presentes em sua polpa actuam ainda na melhoria do funcionamento do intestino." (rgnutri)


Link para essa postagem


1 comentário:

  1. se a pessoa está sofrendo com uma pneumonia muiot forte, ela pode ou não chupar melancia? se possssível me responda nesse e-mail; pereira_divina@hotmail.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...